Segunda-feira, 6 de Julho de 2009

ERA GAJA

 

Era, mas já não é. Julgava-a Gaja. Digna do grau de nobreza mais elevado entre amigas. Fiéis. Sem línguas entarameladas por faz de conta. A verdade nua recheando conversas e emoções. Partilhadas. Cumplicidade extrema.
_ O período veio ontem. Tenho dores, barriga inchada. Que raio! Logo, agora! Ele chega depois de amanhã. Fico seca pelos tampões ou escorro no penso?
_ É melhor o tampão que cueca revestida com fralda. Aproveita os mimos e, se quiserem o que querem, é só puxar o fio.

 

Deixou de ser Gaja por omissões e frases. No dicionário dos sentimentos, traduzidas por egoísmo e ingratidão. Inesperados pelo atestado depósito da confiança.
_ Precisas? Arranjo.
_ Não te dá jeito? Deixa comigo.

 

Ela falava com ela como se dialogasse com os botões. Partilhava as novas e as velhas revisitadas. Até um dia. Muito depois dela lhe ter confessado pousio no egoísmo.
_ Chegou a altura em que só de mim quero saber. O resto? Que se lixe!
E lixou. E foi buraco no depósito de confiança. Evasiva quando o sim ou não era escolha no momento. Imperiosa. Fora de causa o “curtir e deixa andar”.

 

Fosse homem amigo, os factos, deles as razões, e as consequências não seriam diferentes. Mas era Gaja, puxa! Grau acima na perspectiva da mulher que despromoveu aquela, outrora, julgada leal membro do clube exclusivo.

 

Fica o registo: a primeira grande desilusão com Mulheres Amigas. Gajas, portanto.

 

CAFÉ DA MANHÃ
 

Steel Magnolias

 

Repararam neste portento? Ouvi e rendi-me. Aconselho. O Jorge surpreende.

http://www.singsnap.com/snap/r/c4c7b531

 

tags:
publicado por Maria Brojo às 01:58
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (15) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds