Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

1º DIA INTERNACIONAL DA RÁDIO

 

 

Decretado pela UNESCO. Nos primórdios, havia as galenas que sintonizavam AM, mais tarde, as telefonias como as entendíamos há décadas, as taxas da rádio pagas mensalmente,- de início, sete escudos, depois mais e mais até ao féretro oficioso. Ora escondidos os aparelhos em móveis pomposos, ora expostos para orgulho dos donos, permitiam ouvir o mundo. Invólucros misteriosos que muitos há muito deixavam boquiabertos os ouvintes. Quem estaria lá dentro? Locutores pequeninos? Por esse tempo as ondas hertzianas eram desconhecidas de quase todos. A ciência demorou a ser divulgada em Portugal aos que trabalhavam nos campos ou nas fábricas desde crianças e mal sabiam ler e escrever.

 

Porque a rádio me permite liberdade no andarilhar por todo o lado que a televisão não autoriza, sempre me declarei ‘menina da rádio’. Até hoje. Legitima a fantasia – como serão os donos das vozes que me enchem o dia? Somente dois conheço e fascinam-me.

 

 

Nas populações longínquas das informações atempadas, a telefonia substituía com vantagem as brochuras penduradas em cordas nas feiras. Sem atraso no tempo, as notícias surgiam informando do censurado país e doutros, divulgava música que nos campos eram trauteadas pelos que trabalhavam de sol a sol, enchiam serões reunindo famílias e vizinhos. Nas urbes litorais, os relatos eram ouvidos na praia, as meninas treinavam passos de dança nos respectivos quartos. Mas esta é a realidade dos transístores, aqueles objectos mínimos que acompanham o duche.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 17:51
link | Veneno ou Açúcar? | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds