Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010

ÁLCOOL, CAFÉ E SAPATOS

Miguel Tió 

 

Manuel João Vieira. 48 anos. Pintor, escultor menor (palavras do próprio), distribui-se em actividades inseridas num rol extenso, contraditório e diverso. Multifacetado – retrato curricular que preza e a que acrescenta opção nas artes plásticas: pós-dadaísta. Aprendiz de jazz no velhíssimo e sempre novo Hot Clube ali no 39 da Praça de Alegria. Pretende marcar ruptura com discursos lógicos e coerentes. “Desmontar a realidade como se fosse pastel de Belém” cuja massa se desfolha por cada dentada incisiva (literal e metaforicamente).

 

O Carlos Vaz Marques puxou-lhe o verbo numa entrevista delirante que ocupou a antena, 13 de Outubro deste ano, no (in)esperado “Pessoal e Transmissível” da TSF. O conteúdo revela o protótipo de alguém que se pensa feitor de arte e dela feitor no hoje.

 

Sem desfazer, passe a expressão beirã e doutros lugares, como ele temos muitos intelectuais(?)/artistas(?) que - segue cianeto em dose pequena - se tomam por arautos do novo e do vindouro pós-novo d'hoje. A excentricidade no discurso, na imagem, na postura socialmente interventiva, itens imprescindíveis. Frivolidade ou carimbo? D’alguns que houve e há, provados sólidos os feitos, rezou e rezará a história: Dali, Picasso, impressionistas tantos, existencialistas como Sartre, Beauvoir e Boris Vian inspirados por outros, antes ou durando eles (Kierkegaard, Dostoiévski, Schopenhauer, Nietzsche, Heidegger, et cetera que de todos não sei e sobre estes arranho).

 

Ouvida a entrevista do João Manuel Vieira, (des)entendi melhor o desconchavo de certas galerias da Miguel Bombarda, no Porto e de personalidades semelhantes e «circulantes» nos redondos do pensar. Ao enésimo dia, do breu nasceu penumbra.  

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Um dos trabalhos discográficos de João Manuel Vieira que me deixou a bailar corpo e sorriso. Viva o swing na música!

  

 

publicado por Maria Brojo às 09:18
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (18) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds