Sexta-feira, 2 de Julho de 2010

150 FELIZES COINCIDÊNCIAS

James W Johnson

 

Um desgosto saber podermos nascer doentes quando o pediatra observou cada reflexo do corpo recém-saído do útero e o declarou saudável como maçã camoesa onde o bicho ficou de fora! Não existindo150 felizes coincidências genéticas, um cidadão que desespere viver além dos noventa e cinco anos. Comemorar centenário em boas condições físicas e mentais seria prémio chorudo duma lotaria científica que falhou quando corria o dizer de uma em cada sete pessoas estar geneticamente apta para o receber. A Science veio repor a verdade e desmantelar a euforia dum potencial elixir da vida eterna.

 

Em Boston, investigadores esmiuçaram o ADN de milhar e picos de pessoas entre os 95 e os 119 anos – muita vida para tão poucos! Conclusão aprestada: manipular o genoma para longevidade invejável não chega pelas condicionantes que adoram desmentir previsões. Todavia, anima a possibilidade da detecção precoce de maleitas incapacitantes chegando a idade terceira, quarta ou quinta.

 

A excelente forma do nosso Manuel de Oliveira, cento e um já contados que dele fazem o mais idoso realizador do mundo, é prova da conjugação ganhadora que transporta no ADN. Deo gratias! Que conte muitos mais sem falência do sistema biológico que o governa.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 13:17
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (7) | favorito
Sábado, 15 de Maio de 2010

PORQUE TODOS OS DIAS SÃO

James W Johnson

 

Aprender com melhores é um dos motivos que, diariamente, me traz aqui. A diversidade de saberes cruzados no SPNI como riqueza/pecúlio. Deles não abro mão e se o IVA abranger bens de espírito, que seja.

 

Cresci vendo na Ferreira Borges e Visconde da Luz, Baixa Coimbrã, rapazes tão pequenos como eu venderem o Jornal da Casa do Gaiato. Poucos recusavam a compra, somando moedas não pedidas. Olhos de meninos felizes pelo gesto encheram-me a infância enquanto caminhava pela mão dos pais. Assim continuou à medida do meu crescer para a solidariedade e vida.

 

Proponho aos autores de blogues movimento que, daqui a uns meses, concretize alegria: levar novidade a uma Casa do Gaiato. Entre tantos, há humoristas, gentes ídolos. Uni-los é propósito. Partilhar talentos e aprendizagens mútuas, causa.

 

Testemunho do António

 

“ (…) vi pela primeira vez uma Casa do Gaiato em Malange, em 1968, tempo de começar a entender algumas coisas - a proibição de Gerónimo, singela narrativa do chefe índio; havia uns senhores que iam buscar um vizinho no primeiro dia de cada Maio; um estranho mas ostensivo gesto nos Jogos Olímpicos; e por aí diante, coisas imperceptíveis para muitos miúdos e graúdos mas motivo de reflexiva perplexidade por parte de vários graúdos e alguns miúdos, para quem as explicações não esclareciam a totalidade

mais tarde procurei contribuir para uma ajuda significativa aos miúdos de Algeruz, depois, Santo Antão do tojal

outro dia, como há 15 anos atrás, deparei-me e cumpri discreta mas veneranda vénia reverencial na Arrábida, na estrada para o portinho, junto aos primeiros degraus do trilho franciscano que vai dar à gruta da Lapa de Santa Margarida

pois claro que os tempos eram outros - hoje, dias passados aos vídeo-jogos ou uns charros à porta do secundário, senão um salto do portão da escola para o fundo de um rio, apressam e apresam toda a impercepção apagadora de qualquer laivo de interrogação, quanto mais perplexidade ou reflexão

aliás, a diferença, na prática, talvez nem seja tanta assim... embora haja sempre uns alguéns/ninguéns tocados pelo dom da atenção, da devoção e da missão

e os tempos nos idos anos 30 seriam mais drásticos ainda, dramáticos na violência da tísica e outras dizimações, a pedofilia não era ainda escândalo nem alarme social ou auxílio mediamétrico - para desenfreada venda de audiências - senão mesmo uma benção a tirar criancinhas da miséria, perpetuando traumas

haver então uma ideia, mais, uma obsessão, para mais bem sucedida, de conceber um sistema organizado, solidário e de tendencial auto-suficiência para as crianças mais desvalidas era (e é!) uma verdadeira santidade

porque todo o dia é dia de Santo Américo”

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

“Casa do Gaiato Malange” - lugar de acolhimento de crianças, situada na Província de Malange - Angola. O Padre Telmo, seguiu as pegadas do Padre Américo e fundou-a. Dedicou-lhe a vida.

 

Dias antes do Natal de 2008, a Mstuning, Santa Doideira Team, e várias empresas contribuíram para aumentar alegria na Casa do Gaiato de Setúbal. 

 

 

publicado por Maria Brojo às 09:58
link | Veneno ou Açúcar? | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds