Sexta-feira, 6 de Maio de 2011

DA «FRANCESINHA» A REVOLUÇÃO NACIONAL

Jeanne Illenye, Frank Tonido

 

Ignorava, ouvi e dei razão: a «francesinha» foi eleita uma das dez melhores sanduíches do mundo. A honra foi conferida à genuína «francezinha», dita do Porto, confeccionada sem abastardamentos. Muitas variações servidas por todo o lado não almejam em sabor os calcanhares, assim os tivesse a montanha calórica e de sustento nascida na cidade tripeira.

 

Se o que produzimos é, pela qualidade, reconhecido lá fora, porque nos subordinamos a atafulhar o frigorífico de perecíveis importados? Mais lustrosos, tamanho crescido? Sim e não – também os produtos criados em solo nosso apresentam, na maioria, idêntica aparência. E se as manipulações genéticas, o tempo de conservação refrigerada das frutas, tubérculos e legumes retiraram sabor antigo, resta motivo decisivo para os preferirmos: euros do custo não se esgueiram pela fronteira. E se deles multiplicados por muitos precisamos…

 

Nestes dias de muitas imposições, mais uma viria a propósito: nas mercearias e supermercados, separar o que da estranja entra do produto nacional claramente identificado. Optar pelo nosso é acto de defesa que merecemos. Preços mais elevados uns cêntimos não devem distrair-nos deste acto de cidadania/revolução nacional – continuamos a despender em utilidades discutíveis fracções dos salários emagrecidos. Aumentadas as vendas do nascido sob olhar atento dos agricultores portugueses, esbater-se-iam diferenças de preços.

 

Identificação do que nos pertence, já! Não admito encher bolsos alheios quando os nossos estão vazos.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

publicado por Maria Brojo às 09:01
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (39) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds