Terça-feira, 4 de Março de 2014

LAMIRÉ AOS MÚSICOS DE RUA

  

Mark Keller – An Old Friend                                    Mark Keller – Bird Songs

 

Sem que atendam ao ciclo das estações, sem que atendam aos passantes, exceto quando alguém interrompe a azáfama e os escuta e deixe moeda pelo inesperado prazer, dão música às cidades. Quebram quotidianos cansados. Tédios. Correrias. Quebram a cinza nas ruas. A cacofonia dos escapes. São os amantes da harmonia em pautas invisíveis cujas páginas viram de cor. São a pausa oferecida. Havendo retorno de moedas depositadas no pano ou na caixa do instrumento sobre o asfalto, aceno, sorriso breve que a desfiladas dos sons para mais não dá.

 

Alguns tocam pelo amor à música, outros para ensaio ao ar livre, para serem «descobertos» por ouvidos atentos que lhes permitam gravar, quase todos por precisão. Raros os que têm atividade além daquela e arredondam proventos. Mais escassos ainda os “músicos de rua” que, apenas por hobby, liberam no ar sons até aí contidos. Mas todos ofertam música, senhores. Todos. Não recebem aplausos, holofotes, palcos, enfim. Fotografias talvez, cêntimos depois. Por isto, artistas menores? Alguns sim. Outros não.

 

O concerto “Lamiré”, a 29 deste mês no Teatro do Bairro, irá reunir cinco ou seis “músicos de rua”. A nata entre eles. Conceito subjetivo, que os gostos são tantos como as estrelas do céu. Mas terão direito a condições profissionais. Oportunidade copiada da «estranja». Merecida pela virtude. E qual o problema de adaptarmos iniciativas meritórias? Dos estapafúrdios do feito lá fora em «copy e siga» insanos, temos fartura.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:09
link | Veneno ou Açúcar? | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds