Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2012

“SORTIDO FINO”

Gil Elvgren, Peter Driben

  •  “Portugueses percebem que Maçonaria serve para subir na vida e 700 mil desempregados deixam de fazer fila no Centro de Emprego e fazem fila na Loja Mozart. Bem dizia o grande Eça de Queiroz que Portugal é uma choldra. E não é que a secretíssima Maçonaria virou tema de conversa nos cafés, entre minis e tremoços, como se fosse o Benfica, sendo os membros da Maçonaria já tão conhecidos como Aimar, Saviola e Cardozo!

Todos os dias, surgem na TV e nos jornais, políticos e empresários com ar embaraçado, negando serem maçons e jurando a pés juntos nunca terem estado numa reunião maçónica. Porra, que exagero, até parece que são acusados de violar putos da Casa Pia na casa de Elvas! E os que se assumem maçons dizem que as reuniões se limitam ao convívio entre membros, como se a Loja Mozart fosse uma espécie de Alunos de Apolo, onde o António Arnaut dança o tango com o Luís Montenegro! O único motivo que deve embaraçar os maçons é que nas Lojas não há mulheres. Querem ver que afinal de contas os clientes do Finalmente não são gays, mas maçons? A.M

 

Comentário: _ Existem mulheres e muitas. Importância semelhante à masculina. E não, as Lojasnada têm de cafés dançantes, embora haja direito a bufete/convívio no final. Cada um contribui. Saber do visto, não da pertença o que também não teria a menor importância. Sublinhado apenas para legitimar objectividade. 

  • “Os resultados duma sondagem da Aximage para o Correio da Manhã dá o PSD com a maior impopularidade desde Junho de 2011. Como escreve o Jornal de Negócios, “há oito meses que a diferença de intenções de voto dos portugueses nos socialistas e nos social-democratas não era tão reduzida”

"As sondagens valem o que valem — fica sempre bem repetir o chavão. (…) Opiniões recolhidas entre 3 e 6 de Janeiro — isto é, antes dos acontecimentos terem ultrapassado o poder de controlo comunicacional do governo Relvas/Portas, perdão, Passos/Portas, e nomeadamente antes da Catrogada, dos sucessivos mini-escândalos de nomeações e da cena dos aventais (que, sejamos justos, afecta mais o partido laranja do governo do que o partido azul, e quase não machuca o PS, apesar da eventual maior preponderância de maçónicos neste).” 

  •  “António Capucho diz que o salário de Eduardo Catroga é "escandaloso" e vai reflectir-se na conta da electricidade. Este senhor que vai presidir este órgão, isso é que é um escândalo, vai ganhar 11, 12 vezes do que por exemplo, ganha o António Costa, presidente da Câmara de Lisboa, ou Rui Rio, Presidente da Câmara do Porto. Mais grave que isso é que se esquece de dizer que o vencimento dele, embora aquilo seja uma empresa privada, vai ser repercutido na factura de electricidade que me chega a casa todos os meses.” 

Comentário: _ Quem assim fala de gago nada tem. De telhados de vidro, nada sei.

  • Numa «têvê», Eduardo Catroga afirmou semelhante a isto: _ Não sei quanto vou ganhar na EDP. Não me movem critérios materiais, mas se a lei o permitir, acumularei o novo vencimento com a reforma.

Comentário: _ A vida dos pobrezinhos é um mistério!

  • “Os deputados suecos recebem cerca de €5400 mensais. Se viverem fora de Estocolmo, recebem um subsídio de refeição de €12; podem ficar, durante a semana, em pequenos apartamentos T1 disponibilizados pelo Estado, com cozinhas e lavandarias comunitárias; e não têm nem secretários, nem assessores, nem automóveis de serviço."

Comentário: _ Se, proporcionalmente com o nível de vida, cá nevasse como lá, a Assembleia esvaziava-se.

  •  Para desanuviar, que as reflexões anteriores são profundas (?!...).Verdade, verdadinha e acontecido com a Dobra do Grito.

Depois de um discurso em que usei a palavra arbitrário, pergunta pornta:

_ O que é isso do arbitrário?

_ Eu sei, eu sei (um ser enusiamado de braço no ar).

_ Então diga lá o que é.

_ Então, é aquela coisa que passa de pais para filhos!

 

Outra com idêntica fonte:

_ Oh professora, o que é um apóstolo?
(alma espera de dedo no ar): _ Eu sei, eu sei.
_ Então diga lá!
_ É aquele acento que se põe em cima das letras.

 

Sem comentários.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:39
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

“DESABENSONHADO” PORTO!

Peter Hadlley

 

Era intenção balanço das Autárquicas. Ruiu – votação assim escorreita e madura merece reconhecimento. Tem o meu, à parte a borracha passada pelo nada feito cultural do Rui Rio no Porto.

 

A Miguel Bombarda é um desastre! O homem é hostil a todos aqueles que, sabendo o que fazem e de que falam, o interpelam e contrapõem nova gestão da cultura na capital do Norte e, por isso, também epicentro do país. Mas o povo gosta e ordena. É o que mais interessa e faz sofrer a quem do Rio, que não “acima”, fica sabendo por aviar exigências modestas.

 

De companhias de Teatro, o Porto não sente falta. Tem:
- a "Seiva Trupe" sita no Teatro do Campo Alegre;
- “As Boas Raparigas” no Estúdio Zero;
- sem lugar próprio, funcionam o “Teatro Plástico”, “Teatro Bruto” e o “Teatro do Frio”;
 - o Rivoli está por conta do La Féria – paga renda, havendo retorno.
Programação capaz de tornar rubra de inveja a capital do Sul e do país.

 

Atentando em bailado, ópera e concertos é quase total a desgraça. A Casa da Música não tem palco. Adeus óperas e bailados. As companhias que chegam são recambiadas para o Coliseu, espaço óptimo com demasiado cimento e pouca madeira. Mínima a qualidade acústica tal como acontece com o de Lisboa. Espectáculos de bailado sim, mas vindos da quinta categoria dos países de Leste.

 

Rui Rio propõe fazer do Palácio de Cristal um Pavilhão Multiusos. Não estivessem fora da agenda obras de fundo, podia ser alternativa às insuficiências das restantes salas da cidade. Nem pensar! É inexistente o espaço para caixa de música. Pode servir para concertos de rock; nunca como espaço amplo para espectáculos que envolvam rigor acústico. O Rivoli requalificado viu passar a lotação de milhar e meio de lugares para oitocentos. Insuficientes para espectáculos de monta.

 

Por tudo digo: “desabensonhado” Porto que não considera prioridade a cultura. Dêem-lhe o visível exposto e mais não pede ou quer saber.

 

Nota: após esta provocação, estou pronta para receber tomatada madura, quiçá podre, nas bochechas virtuais.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Beleza - Mariana Aydar (participação de Mayra Andrade)

 

 

publicado por Maria Brojo às 06:21
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (10) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds