Quinta-feira, 21 de Outubro de 2010

BENÇÃO ROMANA AOS AMARELOS

Autores que não foi possível identificar 

 

São protestantes porque sim. Acumulam com outras religiões: donuts e cerveja. O pai negociou com o diabo e vendeu-lhe a alma por um donut num dia em que a rodela doce faltou. Satiriza um vizinho católico convicto e não perde oportunidade de lhe atazanar o juízo. Porém, o chefe da família, Homer, impõe à família rezas que iniciem as refeições e acredita na vida após a morte. É tolerante ao aceitar que a filha, Lisa, negue divindades outras que não a ciência e que Bart, o filho, torne insuportável a vida aos colegas de escola. Mas por não atacarem(?) a religião e respeitarem o núcleo do Evangelho, o Vaticano declarou os Simpsons católicos, quiçá exemplo para todos que não perdem episódio da família televisiva mais vista por adultos e crianças.

 

Osservatore Romano dixit pela pena de um jesuíta que alicerçou a fundamentação no episódio "The Father, the Son and the Holy Guest Star": _ a série de Matt Groening é das poucas para crianças "em que a fé cristã, a religião e as questões sobre Deus são recorrentes". Depois, o segredo que achou por bem revelar: _ "Poucas pessoas sabem disto e ele faz de tudo para esconder, mas é verdade: Homer J. Simpson é católico." Pela segunda vez, a bênção papal foi dirigida à família de Homer e Maggie.

 

Não consta que o criador da série tenha comentado a declaração do Vaticano sobre o produto que engendrou para criticar a classe média, a cultura, valores e crenças da sociedade americana. Porém, o argumentista não deixou sem resposta o elogio de Roma: _ "É a minha recompensa por não ir à igreja há 20 anos".

 

Desanimadora é a atenção dada ao assunto por bispos e teólogos portugueses. Quando uns bonecos amarelos suscitam, nesta altura, maior zelo reflexivo que as agruras do povo, vai mal a Igreja Católica que neste canto do mundo temos.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 07:51
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (15) | favorito
Quarta-feira, 4 de Agosto de 2010

BAGUETTE E PEPINEIRA

 

Pal Sarkozy

 

Em Paris, à meia-noite ainda não é hora dos lobos - chega mais tarde como em todas as capitais. As luzes enxameiam boulevards, la Place Vendôme e de la Concorde. Outras, muitas, incendeiam o escuro da abóbada. Apagam estrelas, excepto nas sombras cúmplices das margens do Sena, nas Tuileries e nos perigos ocultos do Bois de Boulogne.

 

No 55 da Rua Faubourg-Saint- Honoré, oitavo arrondissement, os focos branqueiam a pedra. Dormirão, Sarko e Bruni? Ou Monsieur Le Président ainda ruminará a cena de elementar ciumeira nos bastidores do set onde é rodado Midnight in Paris? À propos do novo filme de Woody Allen em que participa Carla, desancou verbalmente a mulher. Não por ela ter repetido 35 vezes a modesta cena em que entra numa mercearia com uma popular baguette debaixo do braço, mas pelo comparsa enamorado. Ao estilo Sarko, pepineira como razão.

 

Nos Simpsons, já consta a caricatura deste making off. Humoristas do Quebeque imitam Brassens e fazem blague do casal três e trinta: dele metro e meio, dela o resto. Entre ambos, a desproporção da plasticidade neuronal é semelhante.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:25
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (9) | favorito

últ. comentários

Olá. Posso falar consigo sobre a sua tia Irmã Mar...
Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds