Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2012

A NOVA «BÍBLIA ENCHE-BARRIGA»

Harry Baerg, Stan Ekman

 

Porque não sintetizaria melhor, transcrevo: _ “Presidente falou. Fala, dizendo que outrora falou. E promete que falará. Confirma-se que, na prática, a teoria é outra.” Este pensar li chegado por Mário de Carvalho. Alvo com seta bem no centro. Só incautos crêem ser novo o dizer. O Presidente fala, partidos aplaudem ou não conforme a frequência em que se situam no arco-íris politiqueiro. Comentadores deste ‘nada de novo’ esmeram-se em extrair ilações omissas no discurso. Especulam com denodo porque a avença dá arranjo e não sendo criativos e doutorais lá se vai o pré que neste 2012 tanto arranjo dá para compensar o rol de aumentos sujos. Sacrifícios de todos, necessários garantem os palradores com nome ou cargo que os colocam acima da importância e pobreza dos demais.

 

Gostaria de os ver debitando, Presidente incluído, discurso semelhante no meu bairro, face a face com os moradores que saem do supermercado ou têm por obrigação comprar calculadora gráfica para a Matemática e Física e Química dos filhos neste segundo período – se contam com as supostamente disponíveis nas escolas, tirem daí o sentido pelas pilhas gastas que não as deixam «reflectir». E quem diz calculadoras e superes diz bens indispensáveis ao estar saudável pelo comido e pelos serviços. Electricidade por exemplo (mais haveria a apontar). Nem é precisa a meteorologia para adivinhar Inverno gelado – quem se atreve a ligar radiadores sabendo como alternativa fome ou frio? Em poleiro, modesto é certo, está quem ainda pode aceder à rede/net, substituir bife do lombinho por frango ou peru. Cerca estará o dia em que mil maneiras de cozinhar 'pipis' serão «bíblia de enche-barriga».

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 10:01
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

A PESCA DA CANA


Stan Ekman

 

Resolver a pobreza extrema. (Re)pensar os sem-abrigo. Penalizar como “crime contra a humanidade” a riqueza escandalosa. Valorizar a partilha - prazer mais do que obrigação sem que, pela dádiva, inche o umbigo individual. Dar cana e ensinar a captura dos peixes. Ler a miséria extrema advinda do analfabetismo social como herança perpetuada nas gerações.
 
Nos primórdios do Subsídio de Reinserção, foi produzido algum bom trabalho de casa e no terreno. Visitas regulares dos especialistas aos beneficiários do subsídio promoveram hábitos saudáveis nas relações familiares e na postura social. Crianças foram melhor alimentadas, incentivadas a melhorar o desempenho na escola; pais optaram por caminhos atentos às condições reais. Saiu valorizado o espírito de família. Da comunicação. Da sensatez.
 
 As actuais condições deste extremo da Europa fronteiro ao Atlântico há muito não justificam tamanha mancha de pobreza extrema. Todos somos co-responsáveis. Neste «particular», a acção governativa tem sido ineficaz, apesar de intervenções pontuais. Sementes largadas não cresceram – a modorra recolheu-as e a miséria de espírito ganhou. Outras ergueram árvores com frutos bons. Acredito na possibilidade de ser feito mais e melhor. Tem de existir – pousar nos maus-costumes é descaminho que a Portugal e ao mundo não convém.
 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Importa aceder aqui. O Jorge surpreende e bem!

 

 

publicado por Maria Brojo às 09:10
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (7) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds