Quarta-feira, 1 de Abril de 2015

PEIXE DE ABRIL OU ‘PESCE D’APRILE’

Rafal-Olbinski-She-Stoops-to-Folly-By-Andrea-ODonn

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafal Olbinski – “She Stoops to Folly”

 

 

“Há muitas explicações para o 1 de abril se ter transformado no dia da mentira, também conhecido como dia das mentiras, dia das petas, dia dos tolos (de abril) ou dia dos bobos. Uma delas diz que a brincadeira surgiu em França. Desde o começo do século XVI, o Ano Novo foi festejado no dia 25 de Março, data que marcava a chegada da primavera. As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1 de abril.

 

 

 

Em 1564, depois da adoção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX de França determinou que o ano novo seria comemorado no dia 1 de janeiro. Alguns franceses resistiram à mudança e continuaram a seguir o calendário antigo, pelo qual o ano iniciaria em 1 de abril. Gozadores passaram então a ridicularizá-los, a enviar presentes esquisitos e convites para festas que não existiam. Essas brincadeiras ficaram conhecidas como plaisanteries.

 

 

 

Em países de língua inglesa, o dia da mentira costuma ser conhecido como April Fools' Day, "Dia dos Tolos"; na Itália e na França é chamado respetivamente pesce d’aprile e poisson d’avril, literalmente «peixe de abril».

 

 

 

Esta é apenas uma das teorias; no entanto, há quem refira ter sido mais uma história criada pela igreja católica, para combater feriados pagãos. É preciso entender que o dia 1 de Abril é o dia em que desde a antiguidade se celebra o dia de "Loki, o Deus das partidas e da Mentira".

 

 

 

A lista das mentiras britânicas mais comuns para impressionar os outros

 

 

A mentira mais comum que os britânicos contam para impressionar os seus pares, é terem sido heróis (10%) ou andado de paraquedas (45 %). Mas a segunda mentira mais frequente é tentar impressionar os outros dizendo que conheceram ou conhecem alguma celebridade. Outras mentiras comuns incluem alguma dose de coragem e aventura: muitos dizem ter feito bungee jumping ou até que estiveram nas forças armadas. Participaram neste estudo quase 2500 adultos, via site da empresa de experiências Intoblue.

 

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

 

publicado por Maria Brojo às 08:00
link do post | Veneno ou Açúcar? | favorito
Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011

A VERDADE DA MENTIRA

Autor que não foi possível identificar, Ossi Hiekkala

 

“Dos fracos não reza a história”. Injusto e baralhado dito por não valorizar os comedidos e resistentes, por confundir fortes e arrogantes, fracos com medrosos, estes como sacos ambulantes de terrores e dúvidas sistemáticas nos outros e nos amanhãs. O ideal seria personalidade sólida temperada pela contenção. Identificamo-nos com os fortes, mas quão inseguros e perdidos e receosos e tímidos nos sabemos... Rejeitamos a fraqueza, porém é a comum inspiração dos comportamentos. Somos mistura de força e fragilidade. Como uma pedra de sal - poderosa nas ligações eléctricas que a unem, fracturada à mais leve tracção.

Na pujança dos castelos, gentes procuravam-nos como abrigo; sob as fundações encontravam refúgio, enquanto outros cumpriam penas nas masmorras negras. Das ameias, era abarcado o horizonte e feita vigilância que atemorizasse agressores; por ali, defesa e ataque. Duas portas ligavam o castelo ao exterior: a principal, vigiada e porventura servida por ponte levadiça, a segunda tradicionalmente conhecida pela «da traição». Dissimulada, fácil de proteger; todavia vulnerável - bastava um espião ou traidores dentro do castelo na posse da chave adequada. E quem somos perante a encastelada personalidade construída, senão espiões e traidores do «ser» à custa de artimanhas várias? Bem podemos julgar-nos, zelosamente, protegidos de ferimentos que nos auto-infligimos. É mentira!

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 09:07
link do post | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (3) | favorito
Recomendo:

Exposição de Artes Plásticas - Conceito

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

últ. comentários

Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...
De férias , para sempre. Fechou a loja... :-(
Curta as férias querida...Beijos
ABANDONODAVID MOURÃO FERREIRAPor teu livre pensame...
Ainda?Isso aí no Inverno é gelado ;-)

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds