Sábado, 30 de Agosto de 2014

BARCAÇA AO FUNDO, VELA ERGUIDA

          

Ana Teresa Fernandez

 

Querem mais lugares onde colem a natureza à pele. Coabitar com areias e ortigas. Havendo tojos por perto, deslizam a toalha. E recebem o sol e a brisa e a liberdade no corpo inteiro. Procuram isolamento que lhes permita o ‘aconteceu!’. Lastimam falta de serviços de apoio que não os obriguem a enfiar trapo para compra de água ou serviço na praia oficial. São clandestinos marítimos se postados fora dos seis lugares abaixo do Tejo onde é licenciado o nu integral. Para Norte, nada existe, apesar de cada concelho poder conferir legalidade a um sítio naturista.

 

Reclamaram bastarem 500 metros de distância aos bikinis e calções amontoados, para cultuar o pudor dos semidespidos. Que sejam legalizados os locais onde o hábito tem permitido aos monges fruírem do vestido de nada. Os Verdes deram forma aos desejos de vinte e cinco mil naturistas nacionais sob forma de projeto-lei apresentado na cas(t)a Assembleia da República. Alegam necessário(?) competir com Espanha que dispõe de meio milhar de lugares para a prática do tudo-ao-léu. Por isso, chamariz de segmento turista próspero por todo o lado, exceto cá.

 

Nada tenho contra abstinência de roupa. Declaro-me adepta doméstica. Convicta. Ali prás bandas de Alfarim iniciei carreira pública. Curta - par de horas bastaram para fartança de grãos atrevidos em lugares sensíveis e recônditos. Salvou-me a água corrente oceânica ou sobreviria coceira deselegante. Quem não sofre de igual desgosto que se dispa sem quilómetro e meio andado. Que arrebite pele e músculos sem ofensa ao, pela maioria, valorado pudor.

 

Estranho é preocupações balneares se interporem quando o país navega desaustinado e mais parece esquife do que barcaça.

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

publicado por Maria Brojo às 08:32
link | Veneno ou Açúcar? | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds