Terça-feira, 22 de Junho de 2010

«ALIVIA-CABEÇAS»

 

Alberto Vargas

 

Relação dividida entre o amor e a indiferença. Paixão, quiçá, no final. Antes, toca a rebate ansiedade. Durante, os carrilhões íntimos emudecem. Acabada a entrega, é hora da exaltação se a contento e harmónicos os andamentos. Ontem, no esperadouro, houve o costumado. Sem coito ou cura no horizonte, algolagnia pessoal – rejeito infligir deliberados sofrimentos a outrem, salvo jogue verdade transmissível. Obrigatória se a dignidade for pontapeada pela omissão.  

 

Convencionais recomendam que nos dizeres a mulher transpire e o homem sue. Disparate! _ Tudo o mesmo. Solução aquosa de cloreto de sódio e ureia excretada pelas glândulas na pele dos mamíferos. Abaixo as convenções bon chic, bon genre! Próprias dos que padecem de insegurança e subordinados ao ‘sim porque dizem mandamento’. Desgraças comuns. Outras mais graves afligem demasiados e na terra dos cegos quem possui olho não é necessariamente rei por ver nua a majestade. Montada ou apeada, tanto faz.

 

No meio deste imbróglio palavroso, a ideia presidente era o sentir quando noventa minutos importam e decorrem centrados no futebol. Religião na Costa do Marfim. Insanidade de protagonistas e multidões noutros países cujos povos, alguns cartesianos como os franceses, perdem o tino à cause d’un jeu no Mundial. Pasmei com a notícia que descrevia o escândalo francófano no relvado africano lida num jornal de semáforo. À borla, pois então! Daqueles com duas páginas centrais dedicadas a senhoras pouco vestidas e prestadoras de sugestivos favores sexuais. Benditos corpos que se prestam a resolver alguns problemas masculinos emergentes em qualquer ocasião! Que me perdoem, mas é direito recibo descontado no IRS pelo utilizador. Psicoterapia competente não teria análogo e momentâneo efeito no «alivia-cabeças» de fantasmas e frustrações.   

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

 

publicado por Maria Brojo às 08:08
link | Veneno ou Açúcar? | ver comentários (2) | favorito

últ. comentários

Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...
Autor que não foi possível identificar: Andrew Atr...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds