Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2015

VENENO E PAULO COELHO

 

Autor que não foi possível identificar

 

 

Invade os escaparates das livrarias. Nome insistente nas mãos de todos. Delas, em abono do rigor. Desde que abdiquei, sem alguma vez ter provado, de anos de favas guisadas com chouriço e entrecosto, declarando “não aprecio, nem o cheiro!”, revi as minhas atitudes defensivas sob comando da intuição. Se favas bem cozinhadas são, afinal, deleite para o palato, por que não experimentar o produto que o homem tanto vende? E arrisquei. “"Brida"” e “ "Alquimista"” os livros, Paulo Coelho o autor. Tenho de reconhecer que as compras não foram exactamente escolhas, antes falta de assunto num dia cansado. Li de fio a pavio. A cada passo espantando-me com a prosápia subjacente a uma pseudo inovação literária e a minha tolerância ao persistir.

 

 

Entre os livros de viagens espirituais que afirma escrever e um guia do American Express, reconheço a eficácia do segundo e a falácia dos «Paulos Coelhos». Promiscuamente expostos em lojas de conveniência à mistura com livros de pensamentos (outro delírio do marketing) e cartões lamechas de ursos abafados em flores. Como leitora não faço ao autor falta nenhuma - nos milhões de devotos contam-se Julia Roberts, Bill Clinton, Shimon Peres e Madonna. É campeão de best-sellers, caso típico do self made man que afirma que o seu «negócio» é o sonho. Nem contesto. O meu é mais a vida.

 

 

CAFÉ DA MANHÃ

 

Ideias originais? _ Nem uma! Tinha de chegar o Paulo Coeelho com samba na voz para convencer leitores a dançar o «forró» com as suas obras.

 

 

publicado por Maria Brojo às 08:00
link | Veneno ou Açúcar? | favorito
4 comentários:
De L. Aguiar-Conraria a 8 de Abril de 2005
Parabens por teres conseguido chegar ao fim. Eu tentei ler o Alquimista, mas nao consegui. Demonstraste muita bravura.
De Tati a 7 de Abril de 2005
Reconheço ter sido excesso imperdoável comprar dois de uma só vez. E nem sequer estavam em promoção... Tipo compre um, leve dois! Como não sou «piquena» que me deixe vencer, levei o castigo até ao final. Foi duro, mas confirmei ter de trabalhar os meus ímpetos. Não todos... nem sempre!

Que seria deste espaço sem o vosso acrescento de humor e reflexão? :)
De JG a 7 de Abril de 2005
Vantagem tua Tati; eu ainda não apanhei a injecção (vacina?) mas lá irei; tantas foram as pessoas que me perguntaram se eu já tinha lido Paulo Coelho que julguei estar em falta de lesa pátria. Em análise rápida, sossegou-me a extrospecção: tinham todas por denominador comum, aquelas que me acusavam de tão grave lacuna, saberem que Camões rima com tostões, Nietzsche é uma marca de tractores, e Van Gogh é um vírus recente; são exímias porém nas vantagens da lixívia Neoblanc sobre todas as outras, facto, em que estão totalmente de acordo.
De troblogdita a 7 de Abril de 2005
Uma mistura de senso comum com estafados provérbios e ditos religiosos e filosóficos vagos. E frases curtas, fáceis de ler. Depois o sucesso arrasta mais sucesso ainda. Se o fenómeno não existisse, penso que nem terias adquirido esses livros. Nem eu teria lido o Alquimista, há uns anos. E chegou-me. Uma coisa curiosa: soube há pouco que em Portugal nós não temos editados os originais. O que leste e o que eu li foi uma "tradução" para português de Portugal. Conhecimento dos mercados locais e das apetências dos leitores também ajuda a vender. Mas, muito sinceramente, não tenho nada contra o homem. Simplesmente, em vez de o ler acho mais interessante ler a literatura espiritual, teológica, filosofica mais estruturada e aprofundada, da qual apenas se encontram ecos ou vestígios muito rarefeitos nas linhas escritas por ele. Olha, numa entrevista ao Kasparov[!] ouvi-o a dizer que o Alquimista é o livro de cabeceira dele. Surpreendente? Um abraço amigo, nuno.

Comentar post

últ. comentários

Olá. Posso falar consigo sobre a sua tia Irmã Mar...
Olá Tudo bem?Faço votos JS
Vim aqui só pra comentar que o cara da imagem pare...
Olá Teresa: Fico contente com a tua correção "frei...
jotaeme desculpa a correcção, mas o rei freirático...
Lembrai os filhos do FUHRER, QUE NASCIAM NOS COLEG...
Esta narrativa, de contornos reais ou ficionais, t...
Olá!Como vai?Já passaram uns meses... sem saber de...
continuo a espera de voltar a ler-te
decidi ontem voltar a ser blogger, decidi voltar a...

Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquisa

links

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds